A pele é o maior órgão do corpo humano

Mede quase 2 m2 e pesa aproximadamente 4 kg.

É um órgão essencial para a sobrevivência humana já que actua como barreira protectora contra agentes do meio ambiente como bactérias ou vírus, sendo também responsável por funções essenciais como a regulação térmica ou as funções sensoriais (tacto, pressão, frio, calor, dor…). A pele tem ainda uma função excretora de substâncias que necessitam de ser eliminadas pelo organismo.

A pele é composta por três camadas

A epiderme, camada mais superficial, é composta por vários tipos de células, cada qual com a sua função. Os queratinócitos, as principais células da epiderme, estão em constante renovação, sendo as células exteriores mais “velhas” continuamente eliminadas, de forma imperceptível. Nas camadas mais externas os queratinóticos transformam-se em cornéocitos (células quase mortas) e são embebidos num cimento lipídico, formando a chamada “camada córnea”. Esta camada, que se assemelha a uma “parede de tijolos” (os corneócitos representam os tijolos e a gordura entre as células o cimento), é responsável pela protecção contra as agressões exteriores e pela impermeabilização da pele, mantendo a água na superfície da pele dando-lhe elasticidade e suavidade ao toque.

Nesta camada mais superficial encontram-se também os melanócitos, células responsáveis pelo pigmento que dá cor à pele (a melanina). Existem ainda células que têm como função a defesa imunológica e que são chamadas células de Langerhans, e outras com actividade neuro-sensorial (células de Merkel).

É também na epiderme que têm origem os anexos cutâneos: unhas, pêlos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas. As unhas são estruturas ricas em queratina e actuam como protectoras das extremidades dos dedos das mãos e dos pés. Os pêlos existem praticamente em todo o corpo, excepto nas palmas das mãos e plantas dos pés. No couro cabeludo, por exemplo, existem em média 100 a 150 mil cabelos, dos quais perdemos 70 a 100 por dia, sendo renovados ciclicamente.

As glândulas sudoríparas e as glândulas sebáceas são, respectivamente, responsáveis por regular a temperatura corporal (através da eliminação de substâncias que dão origem ao suor) e por produzir e excretar a oleosidade ou sebo na pele.

Em profundidade, a camada seguinte é a derme, responsável por conferir resistência e elasticidade à pele. A derme é constituída por um tecido conjuntivo rico em fibras de colagéneo, fibras elásticas e outras e que contém diferentes células, umas residentes (fibroblastos) outras que chegam da circulação sanguínea (glóbulos brancos) para colaborar nas diferentes tarefas da pele, nomeadamente na defesa contra os microrganismos. Na derme existem várias estruturas relacionadas com a epiderme (pelos e glândulas sudoríparas e sebáceas) e os vasos sanguíneos e linfáticos e os nervos e terminações nervosas, que estabelecem a comunicação da pele com o restante organismo.

A camada mais profunda é a hipoderme. Composta por células de gordura (adipócitos), protege contra traumas físicos, e actua como um depósito de calorias.

 

Sabia que …?

num único centímetro de pele existem:

65 pequenos músculos ligados a outros tantos pêlos;

70 receptores do calor;

15 receptores do frio;

100 glândulas sebáceas;

Mais de 500 glândulas sudoríparas;

Dezenas de milhões de células

A pele é o órgão mais pesado do corpo: a de um adulto pesa entre 4 e 9 Kg!